domingo, 15 de janeiro de 2012

Prorrogação de contratos até 2013 é vitória dos trabalhadores FESP e Sindsprev/RJ

Uma vitória. Assim pode ser definida a prorrogação, por mais 12 meses, dos contratos de trabalho dos cerca de 10 mil servidores contratados via FESP (Fundação Escola do Serviço Público) lotados na rede de saúde do Estado. Com a prorrogação, os contratos dos servidores FESP valerão até março de 2013.

O anúncio da prorrogação foi feito na última quinta-feira, 12/01, pelo Superintendente de RH da Secretaria Estadual de Saúde, Coronel Luiz Teixeira,durante reunião com representantes do Sindsprev/RJ. Segundo Clara Fonseca, diretora do Sindsprev/RJ que participou da reunião, o Superintendente de RH deverá, até o próximo encontro com o Sindicato, na terça-feira 17, apresentar o ‘ato administrativo’ com a prorrogação dos contratos FESP. “Não resta dúvida de que esta prorrogação é uma vitória para todos nós, Sindicato e trabalhadores FESP. Mas isto não significa que os problemas foram resolvidos, pois nossa meta é conquistarmos a efetivação de todos esses valorosos servidores”, explica Clara, que também cita outras vitórias recentes dos trabalhadores FESP, como o pagamento das férias e 13º de 2011, já efetuados.

Na reunião da próxima terça (17/01), o Sindsprev/RJ pedirá ao Coronel Teixeira que interceda junto ao governo Cabral pela abertura de efetivas negociações com os servidores da saúde estadual, que reivindicam a incorporação da GEELED ao vencimento básico, reajuste linear, implementação do PCCS, PCA para todos, concurso público em regime estatutário e não implementação das ‘organizações sociais’ (O.S) na gestão hospitalar da rede estadual.

A próxima assembléia da saúde estadual acontecerá no dia 25/01, às 11h, no hall da Secretaria Estadual de Saúde (rua México 128, centro).
Redação do Sindsprev/RJ

16 comentários:

  1. o concurso da fundaçao entao foi atoa so para arecada dinheiro, uma vergonha esse governo.
    vai ter manifestaçao se isso acontecer isso nao vai fica assim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O CONCURSO DA FUNDAÇÃO PELO QUE EU SEI FOI PARA SUPRIR E/OU COMPLEMENTAR O QUADRO DE PROFISSIONAIS DOS HOSPITAIS DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA.NÓS, FUNCIONÁRIOS DA FESP TAMBÉM PASSAMOS POR UM CONCURSO PÚBLICO E MERECEMOS RESPEITO.NÃO ESTAMOS TIRANDO O LUGAR DE NINGUÉM,SÓ LUTANDO PELOS NOSSOS DIREITOS, AFINAL DE CONTAS NÃO ENTRAMOS PELA JANELA.

      Excluir
    2. Estamos em 26 de fevereiro de 2013 e nós Enfermeiros e profissionais da saúde da FESP estamos sendo varridos dos Hospitais do estado por con ta das OOS. Como bem foi dito somos 10.000 trabalhadores e mais que isso somos 10.000 eleitores que somados aos nossos familiares por baixos representamos 60.000 votos nas urnas. Somos concursados pela FESP e permanecemos vivenciando o drama do descaso da SES do Rio de Janeiro e exaustos por clamar pela nossa efetivação. O Hospital Calazans de Nilopolis foi tomado pelas OOS e os concursados da FESP remanejados para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes (HEAPN) e circula nos corredores do HEAPN que seremos remanejados para o Hospital de Araruama pois a OOS vão ocupar o HEAPN. Tudo indica que essa é uma manobra da SES para forçar o pedido de exoneração de nós Enfermeiros e dos demais trabalhadores concursados pela FESP. Já fui categórico com meus pais, meus irmãos, tios, sogros e cunhadas; estão PROIBIDOS DE VOTAR EM 2014 NO PEZAO!!!!!!

      Excluir
  2. Este blog é uma representação exata de competências. Eu gosto da sua recomendação. Um grande conceito que reflete os pensamentos do escritor. Consultoria RH

    ResponderExcluir
  3. bando de incopetente isso sim

    ResponderExcluir
  4. Gostaria de saber como será a contratação de profissionais para Hospital Pedro II,

    ResponderExcluir
  5. Espero que a SPDM, não seja a OS que vença a licitação, pois só entra os peixes ou seja, os conhecidos dos conhecidos, eles não medem a capacidade de ninguém.

    ResponderExcluir
  6. É uma tristeza saber que todos esses contratos são por indicação,pois nos desestimula para tudo.E o concurso da Fundação Saúde serve para o quê...concordo com o anônimo acima,precisa ser avaliada a capacidade das pessoas,para isso serve o concurso,aliás,isso era o que eu achava...triste governo para a saúde e os profissionais.

    ResponderExcluir
  7. O contrato foi renovado, e como fica o salário?
    Ficaremos recebendo um salário menor que o mínimo????

    ResponderExcluir
  8. Vcs sabem informar se esta informação foi publicada no diário oficial e em qual dia?

    ResponderExcluir
  9. Não só no Hospital onde trabalho, como em outros, já estão falando a respeito da efetivação da FESP. Gostaria de saber se essa informação procede, se alguém sabe se foi publicado em diário Oficial... enfim, estamos todos ansiosos por esse momento. Peço que se alguém tenha como confirmar ou negar essa afirmação, que se manifeste, respondendo o meu comentário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também gostaria de saber sobre esta efetivação da FESP, ouve-se muito disse me disse e nada de oficial. Alguém tem a confirmação disso?

      Excluir
  10. Colegas, o contrato FESP era de 2 anos podendo ser prorrogado por igual período ( + 2 anos), lei 4599 de 2005. Em 2009, saiu outra lei , 5490, dizendo que a prorrogação poderia ser de 3 anos, desde que não ultrapasse o total de 5 anos de contrato temporário. Enfim, desisti desse contrato, pois não tem previsão de melhorias das condições de trabalho. Hoje sou da Fundação Saúde, mas a situação é a mesma, exploração e falta de respeito com os profissionais. Acho que essa é a marca desse governo do Estado. Não podemos cair nas suas manobras e desviar o foco, criando conflitos entre profissionais. UNIDOS SOMOS MAIS. O PROBLEMA NÃO ESTA NOS PROFISSIONAIS, POIS ATE ALGUMAS OSs ESTÃO REALIZANDO CONCURSO. O PROBLEMA É QUE TODOS, ENTENDERAM, TTTOODDOS NÓS, ESTAMOS SEM CONDIÇÕES DE TRABALHO. FOCO, GALERA! QUEREMOS DIREITOS TRABALHISTAS, AMBIENTE SAUDÁVEL DE TRABALHO, VALE TRANSPORTE, VALE REFEIÇÃO, FICAR LOTADO O MAIS PRÓXIMO POSSÍVEL DE NOSSAS RESIDÊNCIAS. Hoje quem mora no centro do RJ esta sendo lotado na baixada e quem mora na baixada é lotado no centro. Falta de planejamento dos gestores. Falta de competência. Estamos no mesmo barco! Proposta: ao invés de brigar, disputar, sabotar o trabalho do outro; vamos nos unir, para resolver o problema na essência, referente as péssimas condições de trabalho dos profissionais na saúde do estado do Rio. Vamos levantar a cabeça e olhar além do nosso próprio umbigo . UNIDOS SOMOS MAIS! Obrigada pelo espaço e muitas desculpas, se minhas palavras foram agressiva. Acorda meu povo! OS PROFISSIONAIS DA SAÚDE DO ESTADO DO RJ, REIVINDICAM POR RESPEITO E MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO. OK!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até que enfim palavras sensatas!!! Pena que é muita coisa pra entra na cabeça de camarão das nossas autoridades! Concordo com vc companheiro!!

      Excluir
  11. OS FUNCIONÁRIOS DA FESP ESTÃO SENDO DEMITIDOS,APENAS UM TELEGRAMA AVISANDO DO ENCERRAMENTO DO CONTRATO.

    ResponderExcluir